“A obra que crio é como  o corpo que pede um toque zeloso e afetivo. Ao trabalhá-la visto-a com cores, linhas, adereços… que a transforma perante os olhos de quem a contempla.”

Solange Caldas